São cartas Senhor, são cartas! Depois de tocar a campainha, algo acontece. Não é o carteiro, mas há uma carta por abrir.

.posts recentes

. Ironia da realidade - Men...

. A ironia da democracia em...

. Não tenho paciência para ...

. Não tenho paciência para ...

. Não paciência para merdas...

. Ñão tenho paciência para ...

. Love in trash can

. End of watch

. O pecado numa dentada de ...

. Hotel Georgian

.arquivos

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Abril 2012

. Outubro 2011

. Julho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Fevereiro 2011

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

.links

Sexta-feira, 9 de Novembro de 2007

The Devil meets Mohamed

Ao contrário do que possa parecer neste sugestivo título, existe tanto de metáfora como de realidade. A relação pode surpreender muitos, mas há pelo menos uma pessoa que deveria ter percebido a metáfora e a realidade deste título. Aliás essa mesma pessoa foi responsável pelo facto de ter mais um episódio “de rir quando não se deve” na presença do verdadeiro Mohamed!

A conversa sobre diabos e escorpiões (nota mental: bela expressão esta), tornou difícil manter a normalidade quando tive a oportunidade de cumprimentar o sr. Mohamed. Não consegui deixar de pensar no requinte de malvadez de ele estar a apertar a mesma mão que escreveu isto. Passei o resto do tempo a pensar no que aconteceria ao sr. Mohamed se lhe dissesse que tinha feito uma caricatura de Maomé, e que, tinha,... vá lá, ...sido espectacularmente cínico e sarcástico com o fundamentalismo árabe. Claro que quando ele se despediu e me disse “Merci pour tout” tenha tido uma irresistível vontade de rir.

A generalidade já deve ter percebido que um dos meus alter egos está presente naquele título. Desde que li “Margarita e o mestre”, Woland passou a ser um dos “midle names”!

 

Pois bem, mas a história não termina aqui. Já aqui dei conta do relativismo das religiões convencionais (porque ouvi dizer que está para surgir uma “Igreja” que vai revolucionar o mundo tal como o conhecemos), atacando quer Fiéis quer Infiéis e vice-versa. Hoje tive oportunidade de ter mais um exemplo. É que, como venho dizendo, tudo depende. Isto há Mohomeds e Mahomeds. E este Mohamed não deixou de surpreender quando depois de todas as recomendações para não haver álcool no jantar e não se referir tão pouco a carne de porco, o sr. Mohamed fez questão de saborear uma bela fatia de presunto “pata negra”, beber um belo Porto de aperitivo e umas belas copadas do melhor alentejano que anda por aí.

 

E assim termino, fazendo questão de salientar que o Sr. Mahomed tem certamente a minha simpatia e que me sinto lisonjeado pela reciprocidade do sentimento:

 

 “Symphaty for the devil”

http://www.youtube.com/watch?v=jY6yYAlueUM

PS. Barry, estamos lá!!

 

Please allow me to introduce myself
I'm a man of wealth and taste
I've been around for a long, long year
Stole many a man's soul and faith
And I was 'round when Jesus Christ
Had his moment of doubt and pain
Made damn sure that Pilate
Washed his hands and sealed his fate
Pleased to meet you
Hope you guess my name
But what's puzzling you
Is the nature of my game
But what's confusing you
Is just the nature of my game

publicado por O Carteiro às 00:15
link do post | favorito
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.Fevereiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

.links

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds