São cartas Senhor, são cartas! Depois de tocar a campainha, algo acontece. Não é o carteiro, mas há uma carta por abrir.

.posts recentes

. Ironia da realidade - Men...

. A ironia da democracia em...

. Não tenho paciência para ...

. Não tenho paciência para ...

. Não paciência para merdas...

. Ñão tenho paciência para ...

. Love in trash can

. End of watch

. O pecado numa dentada de ...

. Hotel Georgian

.arquivos

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Abril 2012

. Outubro 2011

. Julho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Fevereiro 2011

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

.links

Domingo, 12 de Agosto de 2007

Ilha de argonautas

Ilha de argonautas

 

Não há muitas razões,

Não há uma razão,

A razão não existe.

Procuro o momento,

Olhar de fogo lento,

Melancólico cinzento

E metáforas isoladas.

Entre palavras cortadas

Num veio de seiva,

Licor de ausência,

Numa taça de saudosismo

Pela redenção dos argonautas,

Invasores da destruição.

E na vertigem da chuva,

De compostas anuências

De transpostas presenças,

Há uma paisagem de luz

No limite da paz.

 

 

http://www.youtube.com/watch?v=mpLM-xxxLIM

 

"Collapse"

The host of the show comes down
to collapse on the ground
and the crime scene revisits me
this body shut down in Bordeaux
and the shores of gold coast on the balcony
I search for sleep
the future has fallen short
when the sun sets north
and the clouds fall from the mirrored walls

Words speak and choose
make sense and lose
capsize the tall tale, but always fail
words speak and choose, make sense and lose
forfeit the tall tale, I always will

The host had his mouth sewn shut
all in the name of trust
when the blood goes thin, he's given in
you can spare us the formal toast
the drunken anecdotes
from this day on... goes on and on...

You know when he falls apart
he listens in the dark to the records turn
I'll never learn

To set it down
you'll set it down
you'll set it down

música: Sparta
publicado por O Carteiro às 23:59
link do post | favorito
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.Fevereiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

.links

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds