São cartas Senhor, são cartas! Depois de tocar a campainha, algo acontece. Não é o carteiro, mas há uma carta por abrir.

.posts recentes

. Ironia da realidade - Men...

. A ironia da democracia em...

. Não tenho paciência para ...

. Não tenho paciência para ...

. Não paciência para merdas...

. Ñão tenho paciência para ...

. Love in trash can

. End of watch

. O pecado numa dentada de ...

. Hotel Georgian

.arquivos

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Abril 2012

. Outubro 2011

. Julho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Fevereiro 2011

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

.links

Sexta-feira, 9 de Setembro de 2005

O culto do orgasmo*

“O culto do orgasmo: o utilitarismo puritano projectado na vida sexual; a eficácia contra a ociosidade; a redução do coito a um obstáculo que se deve ultrapassar o mais depressa possível para se chegar a uma explosão extática, o único verdadeiro alvo do amor e do universo. Porque terá desaparecido o prazer da lentidão?” – Lentidão, Milan Kundera


 


É uma passagem curiosa, da qual, humildemente, discordo frontalmente. É sempre perigoso fazer afirmações peremptórias que têm subjacentes vários pré-conceitos, mais ou menos conscientes. É caso para perguntar: Oh senhor Kundera, onde é que estava no 25 de Abril?


 


*Este é um postal meramente provocatório!!


 


PS - Acho que estou a desenvolver uma paixão por asteriscos!

publicado por O Carteiro às 00:40
link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De ocarteiro a 12 de Setembro de 2005 às 14:48
Caro Raul, sempre à procura da piada fácil! Reconheço que podia ter sido pior! Abraço
De raul a 10 de Setembro de 2005 às 04:18
eu tenho um amigo que dizia que até nem curtia muito copular, ele queria era atingir o orgasmo... (porra, isto dito assim perde a piada - escatológica e juvenil, eu sei... - toda :S). abraço

raul

ps: eu sei porque discordas da história da lentidão zé, mas deixa estar pois eu li em qualquer sítio que há "exercicios" que tratam desse teu problema "pre-coce" ;) eheheheheh
De ocarteiro a 9 de Setembro de 2005 às 17:16
Mui estimado electricista, desconhecia essa faceta inspirada, fruto do ardor de muita labuta e de apoio ao movimento sindical. Camaradas, vamos cerrar os punhos e lutar contra a injustiça.. mas sem magoar ninguém!
De Electricista Ibrico a 9 de Setembro de 2005 às 17:07
Vivemos na socidade do imediato, do "já e do agora", do consumo, da experimentação...pelo que Masturbação para bem da Nação!

Outra passagem curiosa, escritor desconhecido: "...a masturbação é a arte de fazer justiça pelas próprias mãos..."

Comentar post

.Fevereiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

.links

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds