São cartas Senhor, são cartas! Depois de tocar a campainha, algo acontece. Não é o carteiro, mas há uma carta por abrir.

.posts recentes

. Ironia da realidade - Men...

. A ironia da democracia em...

. Não tenho paciência para ...

. Não tenho paciência para ...

. Não paciência para merdas...

. Ñão tenho paciência para ...

. Love in trash can

. End of watch

. O pecado numa dentada de ...

. Hotel Georgian

.arquivos

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Abril 2012

. Outubro 2011

. Julho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Fevereiro 2011

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

.links

Quinta-feira, 18 de Maio de 2006

O badocha dos derivados

O nível de irresponsabilidade e incompetência das pessoas que gerem empresas públicas ou “para-públicas” é verdadeiramente impressionante. Em especial, um certo badocha que é administrador “executivo” numa das empresas em que trabalho, pago a peso de ouro, que é incapaz de tomar uma decisão que seja: Com a saída do “Boss”, que sabia da sua incompetência e fazia questão de o relevar na sua presença mas que tinha de suportar pois o badocha tinha o apoio de um badocha ainda maior que é presidente de uma das maiores empresas de Portugal, o badocha maior começa a dar o ar da sua (des) graça. Hoje lembrou-se que devia ser eu a responsabilizar-me pela assinatura de um contrato com uma empresa de mais incompetentes, o qual foi exclusivamente negociado por ele. É caso para dizer: “ò meu badocha, quem é que julgas que és?”. Foi o que eu fiz, embora não por estas palavras… agora fico à espera da coima!

publicado por O Carteiro às 10:32
link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De ocarteiro a 25 de Maio de 2006 às 20:13
Caro Mestre e querida sininho, obrigado pelo aviso, mas vê-se que não conhecem verdadeiros badochas (e não sabem a sorte que tÊm!!). Querem saber como a história acabou?? Pois bem, o badocha quando confrontado com a situação, disse: "Olhe, vamos fazer uma coisa, retire o seu nome também e assim não aparece ninguèm". Elucidados?
De Nuno Brando a 21 de Maio de 2006 às 21:54
Zé,
Parece-me que a tua amiga sininho é que tem razão. Se os níveis de inveja e retaliação nas empresas públicas ou para-públicas forem comparáveis aos da incompetência e irresponsabilidade, é melhor teres tento na língua se não quiseres sentir o efeito boomerang.
Quem te avisa, teu amigo é!
Um abraço,
NB
De sininho a 20 de Maio de 2006 às 15:52
Querido carteiro também eu ando farta dos badochas que me rodeiam e não fazem nada a não ser mandar!!!!! A tua mensagem inspirou-me de tal modo que, neste momento, já sito vontade de telefonar para o expresso e "mandar publicar" umas "badochices" das boas!!! Uhmmm... querido carteiro com tudo isto parece-me que um dia destes ainda nos encontramos no centro de emprego....
De Sozinha a 19 de Maio de 2006 às 14:32
É assim mesmo - cada qual que trabalhe para o que ganha!

Comentar post

.Fevereiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

.links

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds