São cartas Senhor, são cartas! Depois de tocar a campainha, algo acontece. Não é o carteiro, mas há uma carta por abrir.

.posts recentes

. Ironia da realidade - Men...

. A ironia da democracia em...

. Não tenho paciência para ...

. Não tenho paciência para ...

. Não paciência para merdas...

. Ñão tenho paciência para ...

. Love in trash can

. End of watch

. O pecado numa dentada de ...

. Hotel Georgian

.arquivos

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Abril 2012

. Outubro 2011

. Julho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Fevereiro 2011

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

.links

Terça-feira, 25 de Dezembro de 2007

“Fuck the Christmas, I got the Blues” (1)

Ou ainda:

“Santa Claus is not coming” (2)

 

Não podia deixar de escrever o meu postal de Natal. Mas não se deixem enganar, eu até gosto do Natal. Sei que para alguns deve ser um choque ou até mesmo uma desilusão, pois estariam à espera de um postal corrosivo, delirante e cínico sobre o consumismo no Natal, sobre as contradições da celebração ou sobre a vacuidade religiosa da Igreja Católica. Sim, o Natal é tudo isso, mas ainda assim eu gosto do Natal, mesmo não acreditando no Pai Natal. Aliás, nunca acreditei no Pai Natal vestido de “encarnado”, bonacheirão, bondoso e sorridente enquanto acena com uma marca de refrigerantes qualquer. Acredito bastante mais na versão do Pai Natal alcoólico, com roupas rotas e sujas, afundado em whiskey e rum, perdido numa valeta qualquer, amaldiçoando os pirralhos deste mundo e culpando-os por não ter dinheiro para pagar mais uma rodada no bar donde acabou por ser expulso por um segurança nada simpático com botas de cowboy.  

 

No entanto, e de certo paradoxalmente, o Natal acaba por ser importante para mim, embora muito mais por força do que significa para os outros do que aquilo que efectivamente significa para mim. E é nesse contexto que o Jantar de Natal é uma celebração especial, na qual tenho um enorme prazer em participar desde a sua preparação até ao vulgo “encher a pança”. Aliás, sem dúvida que a parte da preparação é aquela em relação à qual sinto um maior entusiasmo em participar, até porque acabo por assumir um “papel tutelar” que, honestamente, me agrada. E claro, sem falsa modéstia, os meus “bilharacos” e as minhas rabanadas de leite são um dos “must have” da noite!

 

Portanto, também para mim Natal é sinónimo de estar com a família. E claro, isso implica o regresso às origens desde a capital da Mouraria (como “carinhosamente” é apelidada por estes lados). Logo, oportunidade para rolar na estrada ao sabor da música e de devaneios do id, do supergo e do ego... Assim, chegamos aquilo que designaria com algum facilitismo de “epifanias de Natal”, as quais partilho com os meus leitores, pois epifanias à parte, são excelentes regalos do “Santa Claus que no viene”(3):

Mas antes, algumas palavras sobre estas epifanias. Parafraseando uma frase que desde quinta-feira não me sai da cabeça, embora não tenha a certeza do seu significado, algo me diz que sei e, sem ser místico, sempre soube. Weird? Óptimo!

 

Atlas - Sparta

Os Sparta são uma daquelas bandas fantásticas que aparentemente ninguém conhece e que me fazem sentir privilegiado por ter a mente aberta para ir preenchendo o meu imaginário emotivo com as canções que me fazem sentir vivo. No entanto, nunca imaginei sentir uma epifania ao som desta música, mas agora que surgiu, só posso acrescentar que é muito bem-vinda!

 

Going to California – Led Zeppelin

 

Já sabia que gostava desta música, mas a epifania fez com que viajasse até às estradas da Califórnia e ao universo do sentido que aguarda por mim nas entrelinhas .... And God knows how important is to me the “between the lines”....

 

Sally’s song – Fiona Apple

 

 

Talvez o regalo mais óbvio da lista. Não só porque se trata da Fiona Apple, mas também porque se trata de uma música da Fiona Apple...

 

Atmosphere – Joy Division

 

Enquanto ouço esta música, uma sinopse de muitas mais revolve em mim. Sinto um brilho nos meus olhos e sinto uma trémula emoção de apaziguamento de que me dirijo exactamente para onde sempre quis chegar.

 

Queridos Leitores, Feliz Natal!

 

(1) Paulo Furtado

(2) The Big Church of Fire

 

publicado por O Carteiro às 06:23
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Sexta-feira, 21 de Dezembro de 2007

Assustadoramente belo e inspirador

 

publicado por O Carteiro às 13:35
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 12 de Dezembro de 2007

O carteiro na rua sésamo

 

O carteiro está mesmo em todo lado...

PS. Este post fica-se a dever a este blog não recomendável a pessoas que gostem de fardos de palha colocados de forma geométrica

publicado por O Carteiro às 00:32
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quinta-feira, 6 de Dezembro de 2007

Wendy, I can fly

 

Não tenham dúvidas, é mesmo o carteiro num espectacular "air mail"!!

.. We don´t know how to stop it

 

PS. Acredito sinceramente que neste caso uma imagem vale mesmo muito mais do que mil palavras...

publicado por O Carteiro às 09:19
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Facebook

José Almeida is a fan of

The Big Church of FireThe Big Church of Fire
Create your Fan Badge

.Fevereiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

.links

.contador

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds