São cartas Senhor, são cartas! Depois de tocar a campainha, algo acontece. Não é o carteiro, mas há uma carta por abrir.

.posts recentes

. Ironia da realidade - Men...

. A ironia da democracia em...

. Não tenho paciência para ...

. Não tenho paciência para ...

. Não paciência para merdas...

. Ñão tenho paciência para ...

. Love in trash can

. End of watch

. O pecado numa dentada de ...

. Hotel Georgian

.arquivos

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Abril 2012

. Outubro 2011

. Julho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Fevereiro 2011

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

.links

Segunda-feira, 30 de Janeiro de 2006

Extraordinary 2006!

image09.jpg


Long time, no see…


Rewind


Feliz Natal


Sim este é um regresso a essa deliciosa época do ano, mas sem os inconvenientes da massificação. Ou seja, o meu lado elitista!


No meu sapatinho, tive uma prenda muito especial.. é verdade, a minha querida Fiona!! Ao vivo e a cores!! Não, não me portei assim tão bem durante 2005 para ter direito a uma “visita” da minha musa, mas algo mais plausível como ter recebido o cd “Extraordinary Machine”. Como sabem, desde Outubro que estava à espera de pôr as minhas mãos em cima dele (do cd!!), mas curiosamente em Portugal, nomeadamente nas Fnac’s, nunca me conseguiram dar qualquer informação . O engraçado é que o meu “Pai Natal” conseguiu adquirir a minha prenda numa pequena discoteca em Évora.. dá que pensar, não dá...


E devo confessar que estou viciado. Sonoramente, as diferenças com os álbuns anteriores são bem audíveis, e o mesmo se passa em relação às músicas que magicamente apareceram a circular na net. Mas, mais uma vez, aplica-se o ditado popular, primeiro estranha-se, depois entranha-se.. Da primeira à última música há um fio condutor mágico, que, acima das diferenças, percorre todas as músicas da Fiona Apple, e que é a própria Fiona.


Em termos poéticos, mais uma vez, é impossível ficar indiferente a cada verso escrito pela Fiona, a capacidade de comunicar com o que há mais de íntimo em mim. Isto acaba por ser “extraordinário”, dadas as supostas diferenças de sensibilidade entre um homem e uma mulher (don’t even try it...). Não consigo resistir à tentação de transcrever algumas dessas passagens:


 


“I seem to you to seek a new disaster every day
You deem me due to clean my view and be at piece and lay
I mean to prove I mean to move in my own way, and say,
I've been getting along for long before you came into the play”


 


“I opened my eyes
While you were kissing me once more than once
And you looked as sincere as a dog
Just as sincere as a dog does,
When it's the food on your lips with which it's in love”


 


“I was never focused on just one thing
My eyes got fixed when my mind got soft
It may looked like I'm concentrated on a very clear view
But I'm as good as asleep
I bet you didn't know
It takes a lot of it away if you do”
 


 


Nem eu próprio sei explicar bem o meu fascínio pela Fiona, nem esse é o meu objectivo, mas, ao contrário do que normalmente as outras pessoas pensam, não tem a ver com o mais óbvio. Na verdade, esta “relação” já me deu algumas dores de cabeça, pois já fui confrontado com algumas surpreendentes “cenas de ciúmes”. Mas, segundo a minha psicanálise, é mais uma relação de identificação do que atracção, embora não negue esta última. O que me leva a formular uma pergunta (idiota, quiçá!): seremos o reflexo ou o espelho? Oh Well....


 

publicado por O Carteiro às 14:35
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quinta-feira, 26 de Janeiro de 2006

Meteorologia, Cavaco e Portugal

Não consigo resistir a colocar em primeira página o comentário que fiz no blog http://saozinha.blogspot.com, o qual recomendo vivamente (mas com reservas clubístcas!! 


A propósito de meteorologia, cavaco e Portugal aqui fica uma metáfora adaptada: "Some say the end is near. Some say we'll see armageddon soon. I certainly hope we will. I sure could use a vacation from this bullshit three ring circus sideshow of Freaks here in this hopeless fucking hole we call PORTUGAL The only way to fix it is to flush it all away. Any fucking time. Any fucking day. Learn to swim, I'll see you down in IBERIA bay". Continuando a metáfora adaptada: "Fuck your short memory. Learn to swim. Fuck smiley glad-hands With hidden agendas. Learn to swim. Cuz I'm praying for rain and I'm praying for tidal waves I wanna see the ground give way. I wanna watch it all go down. Mom please flush it all away. I wanna watch it go right in and down. I wanna watch it go right in. Watch you flush it all away. Time to bring it down again. Don't just call me pessimist. Try and read between the lines".

publicado por O Carteiro às 13:25
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quarta-feira, 25 de Janeiro de 2006

Alá anda por perto

Ora leiam...."As it now stands, in a few weeks (mid-February) the members of the band (except for Adam) and their manager will be traveling to parts of Europe, England, Japan and Australia on a bit of a promo tour, meaning that they will be meeting with record company people and doing various interviews with the press in order to promote their new record and upcoming tours. Although any press releases are usually timed to coincide with the release of the record, there will undoubtedly be leaks, so those of you who scour the internet should be on the lookout around this time. As the others field questions and deal with promo issues abroad, Adam will remain in Los Angeles to direct the new Tool video".

publicado por O Carteiro às 00:05
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 22 de Janeiro de 2006

Me gustas cuando callas

postino2.jpg


 (Homenagem a Pablo Neruda)


Me gustas cuando callas…


 


Me gustas cuando callas porque estás como ausente,


Y me oyes desde lejos, y mi voz no te toca.


Parece que los ojos se te hubieran volado


Y parece que un beso te cerrara la boca.


 


Como todas las cosas están llenas de mi alma


Emerges de las cosas, llena del alma mía.


Mariposa de sueño, te pareces a mi alma,


Y te pareces a la palabra melancolía.


 


Me gustas cuando callas y estás como distante,


Y estás como quejándote, mariposa en arrullo.


Y me oyes desde lejos, y mi voz no te alcanza:


Déjame que me calle con el silencio tuyo.


 


Déjame que te hable también con tu silencio


Claro como una lámpara, simple como un anillo.


Eres como la noche, callada y constelada.


Tu silencio es de estrella, tan lejano y sencillo.


 


Me gustas cuando callas porque estás como ausente.


Distante y dolorosa como si hubieras muerto.


Una palabra entonces, una sonrisa bastan.


Y estoy alegre, alegre de que no sea cierto.


 


Pablo Neruda, “Veinte poemas de amor y una canción desesperada”


 

publicado por O Carteiro às 16:46
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Sábado, 21 de Janeiro de 2006

TOP 5

90m.jpg


Inspirado no filme “Alta fidelidade” (que recomendo vivamente), decidi construir alguns top 5, começando pelo “mais básico”: os melhores álbuns de musica, os melhores filmes e os melhores livros da minha vida. Acabei por constatar que é uma tarefa curiosa e bem mais complicada do que poderia parecer à partida. Estou certo que um dia destes, se fizer novamente este exercício, existirá um grande probabilidade de os resultados substancialmente diferentes (.. é como as sondagens!!). Confesso, que ao elaborar estas listas, percorreu-me uma sensação de estar a ser injusto comigo mesmo, ao deixar de fora outras tantas coisas que mereciam estar nestas listas!! Oh Meu Deus, a minha consciência está revolta!! Estejam descansados, ainda assim, a probabilidade de eu votar no Cavaco é inversamente proporcional à necessidade de defecar nas próximas horas e a minha consideração pelo dito cujo é proporcional à minha consideração pelo objecto da defecação. (eu sei, sou um verdadeiro poeta…)


 


Em todo caso, lanço um duplo desafio aos ilustres leitores destes postais que infelizmente têm chegado à caixa de correio com uma frequência abaixo do desejado pelo próprio remetente (já quanto aos destinatários, estou certo que “a doutrina é controvertida”):


a) Por um lado, seria interessante que os leitores fizessem os seus próprios top 5 sobre aquelas três categorias (não, isto não é para testar o QI!!);


b) Por outro lado, sugerirem ideias para top 5 sobre outras categorias (prometo também aceitar o desafio!).


 


Então aqui vão os meus top 5:


 


Os melhores álbuns da minha vida:


1 – Mellon Collie and the Infinite Sadness – Smashing Pumpkins


2 – Tidal – Fiona Apple


3 – Aenima – Tool


4 – Siamese Dream – Smashing Pumpkins


5 – O monstro precisa de amigos – Ornatos Violeta


 


Os melhores filmes da minha vida:


1 – Il Postino


2 – Magnólia


3 – Underground


4 – Dogville


5 – Before Sunset


 


Os melhores livros da minha vida:


1 – A Náusea – Jean-Paul Sartre


2 – Crime e Castigo – Fiodor Dostoievsky


3 – As Vinhas da Ira – John Steinbeck


4 – Evangelho Segundo Jesus Cristo – José Saramago


5 – Margarita e o Mestre – Mikail Bulgakov


 

publicado por O Carteiro às 14:33
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Sábado, 14 de Janeiro de 2006

O regresso

Caros leitores, aproveito para anunciar o meu regresso dentro de em breve.. e em grande!!

E para aqueles que o são:

Amigos.
Mas que significa isso?
Será o sorriso no fim da linha?
A palavra presente no silêncio,
O reflexo preso na sombra?
Será a ajuda precisa
Na multidão incógnita?
O doce no sabor amargo?
Será o abraço na chegada,
No reencontro de todos os dias?
E a lágrima feita despedida?

E eu e tu, que somos?
Mais um encontro perdido
Ou posso chamar-te amigo?
publicado por O Carteiro às 16:30
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Facebook

José Almeida is a fan of

The Big Church of FireThe Big Church of Fire
Create your Fan Badge

.Fevereiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

.links

.contador

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds