São cartas Senhor, são cartas! Depois de tocar a campainha, algo acontece. Não é o carteiro, mas há uma carta por abrir.

.posts recentes

. Ironia da realidade - Men...

. A ironia da democracia em...

. Não tenho paciência para ...

. Não tenho paciência para ...

. Não paciência para merdas...

. Ñão tenho paciência para ...

. Love in trash can

. End of watch

. O pecado numa dentada de ...

. Hotel Georgian

.arquivos

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Abril 2012

. Outubro 2011

. Julho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Fevereiro 2011

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

.links

Segunda-feira, 30 de Maio de 2005

Querer sem sentido

Pvazio.JPG


Há uma comichão,


Sem sentido,


No meu nariz.


Há tantos segredos,


Sem sentido,


No meu mentir,


Um gesto de diferença,


Sem sentido.


Não sou capaz de articular,


Não tenho luz,


Não quero amar.


Não quero uma explicação,


Quando o sabor é amargo,


Mesmo sendo saliva.


No fundo sem espaço,


Sonho em noites


De folhas separadas


Onde existe um lago


Para afogar mágoa.


Imagens sem direcção,


Mitos sem adoração,


Não acredito em nada,


Se tiver de acreditar,


Acredito em ti,


Para deixar de acordar.


 

publicado por O Carteiro às 22:44
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Sexta-feira, 27 de Maio de 2005

and no eggs!

berliner.JPG


The Eggs/Balls of Satan


Half a cup of powdered sugar
One quarter teaspoo salt
One knifetip Turkish hash
Half a pound butter
One teaspoon vanilla-sugar
Half a pound flour
150 g ground nuts
A little extra powdered sugar
... and no eggs


Place in a bowl
Add butter
Add the ground nuts and
Knead the dough


Form eyeball-size pieces from the dough
Roll in the powdered sugar
and say the Magic Words:
"Sim sala bim bamba sala do saladim"


Place on a greased baking pan and
Bake at 200 degrees for 15 minutes
...AND NO EGGS


Bake at 200 degrees for 15 minutes
...and no eggs.


 

publicado por O Carteiro às 13:37
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 17 de Maio de 2005

Whatever

berliner.JPG


Eu também gostava de ser uma bola de berlim.


Esta curiosa imagem já deveria ter sido publicada há muito tempo, juntamente com algumas considerações sobre a minha visita a Berlim, permitindo alguns trocadilhos "engraçados" com a famosa frase do JFK e com a recente "eleição" do novo Papa e com as comemorações dos 60 anos do final da II Guerra Mundial. Mas hoje a única palavra que assalta a minha cabeça é mesmo "whatever".


E dentro desse espírito, deixo aqui uma receita, não das bolas de berlim (já agora, quem tiver pode publicar nos comentários, eu agradeço), mas de um "bolo alemão" muito especial. Só para verdadeiros gastrónomos!


Die Eier von Satan


Eine halbe Tasse Staubzucker
Ein Viertel Teelöffel Salz
Eine Messerspitze türkisches Haschisch
Ein halbes Pfund Butter
Ein Teelöffel Vanillenzucker
Ein halbes Pfund Mehl
Einhundertfünfzig Gramm gemahlene Nüsse
Ein wenig extra Staubzucker
... und keine Eier


In eine Schüssel geben
Butter einrühren
Gemahlene Nüsse zugeben und
Den Teig verkneten


Augenballgroße Stücke vom Teig formen
Im Staubzucker wälzen und
Sagt die Zauberwörter
Simsalbimbamba Saladu Saladim


Auf ein gefettetes Backblech legen und
Bei zweihundert Grad für fünfzehn Minuten backen und
KEINE EIER


Bei zweihundert Grad für fünfzehn Minuten backen und
Keine Eier ..


Bom apetite

publicado por O Carteiro às 13:17
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Quarta-feira, 4 de Maio de 2005

Portugal continua a ser um país pequenino!

interpol_trees_sm.jpg


Desculpem o desabafo, mas é verdade. É impossível ficar a indiferente à exclusão musical de que somos vítimas. Quer dizer, não sei se somos vítimas ou culpados, mas alguma coisa vai mal neste reino (mera metáfora, que fique bem claro, só a ideia de Portugal ser uma monarquia causa arrepios, com tanto mongolóide monárquico que anda para aí.. não me estou a referir a ninguém em particular!!).


Mas a verdade crua é esta, os Interpol não passaram por Portugal. Uma das minhas bandas preferidas faz aquilo que a generalidade das minhas bandas preferidas faz, não passa por aqui. Por que será? Seremos um país de terceiro mundo? Há pouco tempo, um colega de trabalho enfureceu-se com o nosso professor de espanhol por este ter dito que achava que Portugal ainda estava muito atrasado. Fiquei embaraçado com a patética tentativa de defesa da “pátria”. Até o que temos de mau é mau. Ser um católico nacionalista conservador, que bela imagem do português!


Infelizmente, não pude ir ver os Interpol a Madrid. Mas infelizmente também, os Interpol não puderam ver Portugal! Isto não é argumento de mau perdedor, apenas a constatação do fenómeno curioso das bandas que adoram Portugal. O mais engraçado é que é mesmo verdade. Muitos deles nem sabiam onde ficava Portugal antes de cá actuarem. Depois algo os prende ao público, muito para além do gasto “we love you Portugal”. É que não funciona com todos, mas aqueles que são sinceros, não deixam passar uma oportunidade para o demonstrar. É caso de um dos “mentores” do meu ideário artístico, chamado Billy Corgan que escolheu Lisboa para iniciar a tour do seu álbum a solo. É caso para dizer: somos pequeninos, mas bons!


 

publicado por O Carteiro às 19:41
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Segunda-feira, 2 de Maio de 2005

Sexo!!

 


Berlin1-.jpg


Teste à imaginação dos leitores. Deixem aqui as vossas metáforas. 

publicado por O Carteiro às 17:56
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Facebook

José Almeida is a fan of

The Big Church of FireThe Big Church of Fire
Create your Fan Badge

.Fevereiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

.links

.contador

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds